Olá a todos!

Tenho tantas ideias para vos escrever e tantos artigos em rascunho mas decido escrever um de raiz. Quero que seja simples e leve para vocês neste fim-de-semana de Outubro 2020.

Tenho pensado sobre esta frase:

” O que não usas, perdes” .

Alguma vez ouviste isto? E alguma vez pensaste sobre o assunto?

Quando nascemos, não sabemos andar mas temos a capacidade para em relativamente pouco tempo aprender. Nos primeiros anos de vida aprendemos a usar o nosso corpo que é, salvo exceções capaz de muito tipo de movimento.

Como crianças testamos todo o tipo de movimento. Dizem que as crianças são os cientistas da raça humana e eu gosto da ideia. As crianças testam e experimentam!

Sabem esta postura de yoga?

Our Little Yoga Blog With Streaming Classes & Helpful Articles

No outro dia na praia vi um bebe sentado assim. Ele movia-se de uma forma tão ágil movendo as mãos, olhando para os pés e até movendo o torso todo para olhar. Eu pensei: tenho que fazer aquilo.

E mais uma vez a dita frase veio à minha mente:

” O que não usas, perdes” .

Nascemos com flexibilidade, conexão com a natureza, com poder de observar mas, num mundo com tanto ruído perdemos tanta coisa.

Interessa-me movimento. Interessa-me fluir com a vida e não ser rígida. Temos tanto que aprender com as crianças. Por isso fiz o mesmo que ele, além de alongar também é um bom teste ao equilíbrio. Senti-me grata por conseguir. Se não tivesse conseguido pensaria: hmmmm, um desafio! Tenho que ganhá-lo de novo.

Estão a perceber o meu ponto de vista?

Tenho outra história!

No outro dia, fiz umas stories no Instagram do movimento & Postura sobre o ter encontrado um desalinhamento nos joelhos. Podem ver aqui.

Percebi que ao alinhar os joelhos (um bem mais que o outro), sentia os músculos dos glúteos e das pernas na parte de trás. Eu não costumo senti-los daquela maneira.

E voltei a pensar:

” O que não usas, perdes” .

O meu dia a dia é sentada e é esse o motivo pelo qual estes meus músculos ficaram tão fracos. É bastante normal, já tinha essa noção mas não sabia estarem a criar um desalinhamento. Eu exercito (podia ser melhor!) mas agora sei que, preciso dar exercício extra a estes meninos. Estão a precisar que lhes dê atenção extra.

Porque se eles ficarem fracos, os meus joelhos vão ir para dentro. E isso, não é saúde. Nada disso, será saúde.

@ana

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: