Como não engravidei naturalmente, sem a pílula nem outro contraceptivo

(Este artigo fala da minha experiência e muitos outras mulheres. É possível não engravidar de forma natural, conhecendo o corpo.)

Nos últimos tempos tenho estudado sobre o assunto do efeito da pílula no corpo humano e estou tão feliz por ter decidido não tomar…

Porquê? Porque a minha experiência ao parar de tomar a pílula, após 6 anos, não foi um mar de rosas. Tenho estado com pessoas que percebem do assunto, ido a encontros de mulheres sobre o ciclo menstrual e lido alguma literatura. Tive até o prazer de conhecer um médico em Portugal que não aconselha a pílula e sabe sobre os efeitos no corpo das mulheres (raros encontrar estes médicos mas ainda existem).

Conclusão : A pílula é horrivel!

Desde a história da sua criação, à psicologia por trás, até ao que causa no nosso corpo (doenças físicas, psicológicas, emocionais) não há dúvida que os benefícios não compensam os estragos. Gostaria de vos falar um pouco sobre isto mas, é tema para outro artigo. (Fiquem atentos). Também podem ver no link como ter uma sessão comigo, caso sejas alguém que realmente precisa e quer ajuda.

Após o conhecimento que adquiri e com a minha própria experiência posso dizer que realmente estou muito feliz por ter tomado a decisão de deixar de tomar a pílula. 

Quando comecei a tomar foi porque comecei a namorar e naquela altura todos os métodos contraceptivos possíveis e ao mesmo tempo eram a melhorar solução. Eu gosto de ciência, sempre gostei de biologia e tinha algum conhecimento de que nós nos gerimos por um ciclo. Sempre gostei de saber de ante-mão quando a minha menstruação viria para estar preparada e para conhecer/entender melhor o meu corpo. Depois de começar a tomar a pílula, não foi diferente. Eu queria saber quando viria o “período”, quando estaria com “temperamento pré-menstrual” e, quando estaria fertil. Sem saber, isto foi uma grande ajuda. O que eu não sabia na altura, é que, quando tomas a pílula tu não tens, na verdade ciclo menstrual e o “período” que tens é sangue, sim, mas sem óvulo. Tu não ovulas enquanto tomas a pílula.

Quando tinha os meus 12/13 anos lembro-me de preencher um calendário que vinha com uns pensos. Na verdade, eu nunca senti repugnação da menstuação,apesar das dores que por vezes sentimos sempre senti alguma gratidão por tê-la, certa e saber que estava saudável. A tua menstruação diz muito sobre a tua saúde interior e não é suposto teres dor.

Como sabia que não estava sempre fértil? Foi intuição.

Querer saber do meu ciclo menstrual fez-me instalar no telemóvel uma aplicação para saber em que semana estava e isso fez toda a diferença para ficar ou não grávida sem usar métodos contraceptivos. Sim, é verdade, sem nenhum método contraceptivo. É preciso duas coisas para isto correr bem :

Uma mulher que se conheça, saiba quando está ou não fértil.

Um homem em quem confies.

Se, a pessoa com quem estão tem receio de não perceber que já está a ejacular, então o melhor é não haver penetração nesses dias e optarem por outras experiências sexuais (sem julgamentos) ou usarem preservativo mas, estes não são assim tão confiáveis. Homens sejam sinceros com as vossas parceiras sobre isto. É crucial.

Nos dias em que podes engravidar, não deve haver ejaculação na tua vagina porque ela está pronta para criar vida. Eu por seguro fazia sempre um intervalo maior do que pensava, até porque o esperma pode sobreviver até 5 dias dentro de ti. Nestas ocasiões, ejaculação fora. Ou então preservativo mas como já referi, este pode sempre romper – a quem ainda não aconteceu?

Quando é que estamos ou não férteis? O ciclo consiste em 4 semanas, 28 dias. Há quem tenha ciclos inferiores ou maiores e pode depender de outros fatores como saúde, stress e até a conexão com outras mulheres. Mesmo que tenhas um ciclo de 26 dias em vez de 28, com o intervalo de segurança é tranquilo.  O “cair” da menstruação inicia um novo ciclo.

Eu não quero entrar em grandes detalhes, nem fazer o artigo muito maçudo. Resumidamente o que acontece no corpo em cada fase é o seguinte :

In the body.jpg
Imagem de Anna Buzzoni – https://annabuzzoni.com/

A imagem está em inglês, e para quem não percebe o que importa salientar aqui é que o nome das fase são:

1ºsemana-Menstruação; 2ºsemana – Folicular; 3º-semana-ovulação; 4ºsemana – Lútea.

Na primeira fase, menstruação, o corpo percebe que não foi fecundado e portanto todo o “confortável” ambiente que construiu deve ser expulso. Na segunda, depois da limpeza o corpo começa a construir novamente, o óvulo saí do ovário na terceira fase e desce para o útero na quarta. Caso o óvulo esteja fecundado, este coloca-se nas paredes uterinas que estão preparadas para nutrir e não haverá menstruação, caso contrário um novo ciclo começa.

Parece super simples mas todo o corpo funciona para que isto aconteça. Existem hormonas específicas produzidas para o efeito e a vagina também muda consoante. Até o nosso sistema imunitário se adapta, durante a menstruação está mais fraco e é por isso que antigamente as mulheres tinham super cuidado quando estavam menstruadas.

O objetivo do artigo não é explicar em detalhe este ciclo mas é importante perceber e conhecer o nosso corpo. Consoante a fase estamos mais alerta, mais atenciosas, mais guerreiras ou mais “carentes”. Também pela questão de não engravidar, temos que conhecermo-nos.

Após a explicação que dei, qual das fases acham que pode ser onde estamos férteis?

Se repararem, na imagem existe uma linha para a cervix. Cérvix é a vagina, é o caminho que o esperma precisa de percorrer até ao útero. Então vou dar-vos uma dica na resposta, estão a ver o canto superior esquerdo na linha da cérvix? Tem “pontos”, e por vezes está só um ponto preto que significa que a entrada para o útero está fechada e tem pontos com outro circulo que significa que a entrada está aberta.

Já sabem a resposta?

O nosso corpo não quer esperma para nada sem ser para procriar e, se não estiver pronto  então não quer ser interrompido nas tarefas em mãos. Portanto o ponto mais fértil dá-se na terceira fase, ovulação.

Na minha experiência, eu só arriscava nos dias anteriores à menstruação e, não era sempre mas quando “nos apetecia”. Porque não arriscava na fase folicular, se a entrada está fechada? Porque, algum “maroto” pode conseguir entrar e ficar 5 dias à espera.

Estar ou não fértil também se pode ver por outros fatores como temperatura e o “líquido” que saí da vagina. A temperatura pode ser mais difícil de perceber mas o liquido, todas nós vemos no papel higiénico. Também isto podem ver na imagem acima. As gotas identificam o liquido e podem ver que também é na ovulação que estamos mais “molhadas”.

Se o ciclo for de dia 1 a 28 :

InsuficienciaFaseLuteaPost

Não engravidar de forma natural é a técnica mais antiga e saudável para uma mulher. O ciclo mostra-nos a nossa saúde interior e faz-nos sim, ser diferente dos homens mas, minhas caras, isso é uma benção.

Este artigo é a minha experiência e de muitas outras mulheres, que por não quererem estragar a sua saúde optam pelo método natural. Não se esqueçam de se proteger quanto a doenças transmissíveis. Este artigo aborda como não engravidar sem ter que tomar a pílula.

@Ana. Confiança

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s